Páginas

05 fevereiro 2016

[Tary's Library] Irmão Lobo


Série: Crônicas de Trevas Antigas
Volume: 1- Irmão Lobo
Ano: 2007
Autor: Michelle Paver
Editora: Rocco
248 páginas
Sinopse:
   O ferimento no braço arde e, a cada movimento para respirar as costelas machucadas doem loucamente, mas ele não se atreve a parar.  A floresta está cheia de olhos. Os pés de bétula sussurram à sua passagem. Ele lhes implora que não contem ao urso.
 Torak está sozinho... ferido, amedrontado e fugindo. Um proscrito como o pai, vem evitando qualquer contato com os clãs. Até este momento. Agora o pai está morto, massacrado por um demônio em formato de urso. De algum modo, ele precisa continuar em frente.
  Seu único aliado, é um filhote órfão de lobo. Sua unica chance de sobrevivência é a habilidade como caçador.Mas a fome não é a única coisa a se temer na floresta.
  Através dos sussurrantes abetos-do-norte surge um mal mais terrível do que qualquer clã é capaz de imaginar. quanto mais derrotar. A Lua do Salgueiro Vermelho aproxima-se rapidamente.
  Em breve Torak - e apenas ele - precisará enfrentar um inimigo do qual não pode escapar nem superar, um inimigo que o espreita tão silenciosamente quanto o simples ato de respirar.



Resenha:
  Terminei de ler esse ano, mas quando o comecei a ler eu tinha acabo de terminar O Clã de Gatos Guerreiros e O Livro da Selva, e vi muitas relações entre esses livros, cada um me ajudou melhor a compreender o outro. 

  Michelle Paver não só pesquisou e estudou bastante para escrever o livro, como também se aventurou em várias florestas e aprendeu o máximo sobre tribos nativas, tudo o que pode sobre o modo de vida dos caçadores e clãs de três mil anos atrás Inclusive, em um de suas aventuras na floresta, chegou a encarar um urso pessoalmente. Sinistro né? Mas além de analisar e estudar ela queria sentir como seria ser um caçador, compreender seus pensamentos e sentimentos, como é sobreviver dia após dia na floresta, caçando e evitar ser caçado? Como eles encaravam a vida e a morte? Michelle viveu muitas experiências para dar ao leitor a melhor possível.

   O livro possui uma narração riquíssima  em detalhes, expondo o ponto de vista de Torak e também o ponto de vista de Lobo, o filhote que, num piscar de olhos, perdeu sua alcateia e se viu na companhia de um lobo estranho, alto, sem rabo, com pouco pelo, e pior, que tirava a própria pele para se lavar! Mas ainda, sim, sentia que ele era um lobo como ele, por seus olhos. Os dois pertencem a mundos diferentes, mas possuem uma forte ligação. 

  Mas além da ligação de Torak com lobo, ele possui uma ligação com toda a floresta, toda a floresta vive, todos tem esse direito, o caçador deve respeitar outros caçadores e também a presa, tudo deve ser feito com permissão do Espirito do Mundo, toda planta, toda fruta, todo animal é aproveitado ao máximo, suas vidas não são em vão. A descrição de Paver é tão perfeita na percepção dos personagens, que as gramas não fazem "barulho", elas "sussurram", o rio não está congelado, está "dormindo", o fogo não "crepita", ele "canta". E para Lobo, não existe "fogo" e sim "o bicho-que-morde-quente", o "rio" é o "Grande Molhado". Tudo é colocado perfeitamente como o personagem o descreveria.

 Novos personagens aparecem ao decorrer do livro, personagens irritantes, outros encantadores. Torak que cresceu sozinho na floresta deve aprender a interagir com pessoas que nunca viu, pessoas que conhecem mais dele e do seu passado do que ele mesmo.


Outras capas:


27 comentários:

  1. Parece ser um livro bem rico em detalhes e que faz você querer terminar rápido para saber tudo o que acontece, e ao mesmo tempo apreciar a leitura.
    www.rumorandhorror.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Já tinha ouvido falar desse livro, no entanto, só fiquei sabendo mais sobre ele através dessa sua resenha, a qual, sem dúvidas, me deixou muito interessado pelo livro, principalmente para acompanhar a evolução de Torak.
    Abraços e que a Força esteja com você!
    http://www.paradageek.com/

    ResponderExcluir
  3. Parece ser uma história bem interessante. Depois vou procurar o livro! ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E é. Gostaria de dar continuidade a essa série.

      Bites!

      Excluir
  4. Adoro leituras assim bem detalhadas <3
    E pela sua resenha senti que ela é assim.
    Fiquei com vontade de ler, achei interessante <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma leitura muito detalhista e delicada!Me lembra, inclusive, um pouco o Rangers, em como descrevem tão bem os atributos do cenário e como preparam as armas itens e "ensina" o leitor enquanto lê.

      Excluir
  5. A história parece abordar de uma maneira bem bonita a relação do protagonista com o lobo e a natureza a sua volta. Gosto desse tipo de abordagem, sobre sobrevivência na floresta e coisas assim, são livros que me prendem bastante <3 Um dos primeiros livros que li nessa vida era sobre dois meninos que tinham que sobreviver em uma ilha, quando leio algo um pouco semelhante a isso, me bate uma nostalgia <3
    Beijos!
    http://colorindonuvens.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante este livro, você se lembra o nome?

      Bites!

      Excluir
  6. Deve ser legal ver a relação de amizade entre os dois. Acho que até hoje não li nada nesse estilo. Quem sabe eu dê uma chance começando por este.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  7. Acredito que o mais interessante é saber o quanto a autora esforçou-se e pesquisou para realizar a sua obra, ver o esforço e dedicação que foi realizado para trazer um conteúdo de qualidade para os leitores. E ela realmente viu um urso? Sei o quanto deve ser perigoso, mas também deve ter sido uma experiência incrível.
    Bateu curiosidade sobre a obra!

    http://sonhandoatravesdepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é! Imagina tombar pessoalmente com um dos maiores predadores da Terra. Imagino que se sobrevive ao um encontro desses, deve ser uma experiencia maravilhosa.

      Bites!

      Excluir
  8. Nunca li nada nesse estilo e fiquei interessada, tenho procurado ler coisas diferentes!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gatos Guerreiros e O Livro da Selva também são boas opções de livros "florestasi".

      Bites!

      Excluir
  9. Eu amo livros em que os autores submergem nas pesquisas! Dá um tom de verdade e profundidade incrível! Fiquei bem curiosa pra esse!

    www.coadjuvando.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Cada detalhe faz toda a diferença!

      Bites!

      Excluir
  10. Parece ser uma história bem detalhada, ainda não tinha visto nada sobre esse livro. Achei bem interessante.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem detalhada. Foi por um acaso que tombei com ele em uma das Bienais do Livro de SP.

      Bites!

      Excluir
  11. Eu não entendi muito bem, mas acho que é meio que algo sobre animais totens, é isso? Se for, mega me interessei. Só não gosto muito dessa coisa de ser parte de uma série. Tô terminando agora uma de 12 livros e, meldels, que coisa horrível tanto liiiiiiivro de uma mesma história, hahaha Mas a proposta desse parece bem legal, ainda mais pelo fato de a autora ter feito uma pesquisa extensa sobre o assunto em questão.

    ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, segue bem por essa cultura. Eu sei como é, li 3 livros iniciais de 3 séries com 13 volumes cada. É difícil de acompanhar, e nada barado, diga-se de passagem. Mas este pelo menos fecha o arco, então não se torna uma leitura dependente das seguintes.

      Bites!

      Excluir
  12. Nunca tinha ouvido falar do título ou da autora, mas fiquei bastante interessada! Principalmente por toda a pesquisa de campo que rolou pra escrever, e por mostrar o ponto de vista do lobo! Parece uma experiência de leitura bastante diferente do que a gente encontra por aí.
    Sentimentaligrafia

    ResponderExcluir
  13. Adoro autores que realmente pesquisas história, ciência e fatos para escrevem seus livros, acho que torna tudo mais interessante.
    Nunca li nada parecido com isso, acho que vou colocar na minha lista.

    Adorei ver as outra salas no fim do post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele apesar de ser bem fantasioso, é bem realista em outros aspectos, é incrível.
      Eu adoro ver as capas diferentes dos livros, para ver as diferentes, por isso acho que outros podem gostar também, deste eu gostei bastante da primeira americana.

      Bites!

      Excluir
  14. Não tinha ouvido falar, mas achei bem interessante o fato da autora ter pesquisado, se aventurado e, assim, acredito que tenha criado uma história bem ambientada e bem detalhada. Por ser lobo, me lembrei de O Chamado da Floresta, que é um livro bem realista no que tange à vida selvagem.

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca ouvi falar de O Chamado da Floresta, mas irei procurar!

      Bites!

      Excluir