Páginas

12 fevereiro 2014

[Music] Blind Guardian


Sobre
   Blind Guardian é uma banda alemã de Power Metal (Subgênero Epic) formada nos anos 80. A banda possui uma sonoridade pesada distinta de outras bandas de Power Metal, com pequenas características de Progessive Metal e Trash Metal. O estilo da banda (por se tratar de Epic Power Metal) é inspirado em cultura medieval, mitologia nórdica e grega e nas obras de J. R. R. Tolkien .

Formação Atual
Hansi Kürsch - Vocal
André Olbrich -Guitarra
Marcus Siepen - Guitarra
Frederik Ehmke -Bateria

Barend Curbois - Baixo 

Biografia

   Em 1984, Hansi Kürsch, André Olbrich, Markus Dörk e Thomas Stauch formaram a banda Lucifer's Heritage, que lançou duas demos: Symphony of Doom em 1985 e Battalions of Fear em 1986. O primeiro contrato de gravação foi assinado em 1988 com a No Remorse Records, a banda teve apenas duas semanas para lançar a versão oficial de Battalions of Fear. Foram feitos oito shows para esta primeira turnê, todos ao lado da banda Grinder. Os shows tinham em média 200 pessoas.

   No ano seguinte, a banda lança seu segundo álbum, Follow the Blind, contando com a participação de Kai Hansen (Helloween), possuindo influencia da banda Testament, além de características de Speed Metal. Houve turnê para este álbum pois André e Marcus estavam de Serviço Militar, contudo a banda conseguiu realizar alguns show de finais de semana, já tendo maior público que o show anterior.

   Em 1990, a banda lança mais um álbum. Kai Hansen participa mais uma vez do álbum, fazendo duetos com Hansi. A capa foi feita por Andreas Marschall, assim como todas que estariam por vir. Então Tales from the Twilight World é lançado. A turnê da banda durou 3 semanas indo pela primeira vez para fora do país, para Áustria e Hungria. Desta vez o grupo acompanhou a banda Iced Earth.

   Assinando com a Virgin Records dois anos depois, a banda deu inicio a gravação de Somewhere Far Beyon, álbum que comporta a música mais famosa da banda "The Bard's Song (In the Forest)" e também contou com a participação de Kai Hansen. Pela primeira vez a banda sai do continente europeu indo à Toquio, onde gravaram o álbum ao vivo Tokyo Tales.

   Dois anos depois são lançados dois singles, Bright Eyes e A Past and Future Secret, anunciando o próximo álbum da banda: Imaginations from the Other Side. A turnê envolveu todos os países europeus.

   Durante os anos seguintes foram feitos vários singles com covers e versões alternativas para as músicas dos álbuns anteriores. Em 1996 foi lançada a coletânea The Forgotten Tales, que traz todos os covers feitos pela banda e versões alternativas das algumas músicas originais.

  Para os futuros álbuns, Hansi decide deixar o baixo e dedicar-se apenas aos vocais. Para substituí-lo foi recrutado Oliver Holzwarth  Sieges Even e Val Paraíso). A posição de baixista ainda continua em aberto, pois Hansi planeja voltar a ela um dia, assim Oliver é considerado um músico convidado.

   Em 1998 foi lançado o single Mirror Mirror e poucos meses depois o álbum Nightfall in Middle-Earth  sendo inteiramente baseado no livro O Silmarillion do escritor inglês J. R. R. Tolkien. E nesta turnê a banda foi para a América, passando pelo Brasil. Participar de grandes festivais, como Wacken Open Air, Metal Gods, Metalfest, Bang You Head, tornou-se comum para a banda.

   Três anos depois surge o single que anteciparia o direcionamento musical tomado pela banda: And Then There Was Silence. Um ano depois, em 2002, o álbum foi lançado, com o nome de A Night at the Opera. Dessa vez o tema da maioria das músicas seria a Guerra no Oriente Médio e a Guerra de Troiá.

  Em 2003 foi lançado o single The Bard's Song(In the Forest), contendo uma nova versão e três ao vivo e um clipe de estúdio. No mesmo ano da turnê é lançado um novo álbum ao vivo, Live, com gravações do mundo todo. Também ocorreu um festival idealizado pela banda (Blind Guardian Open Air), e tal evento foi escolhido como palco para a gravação de um DVD duplo (o primeiro da banda), que foi intitulado Imaginations Through the Looking Glass, lançado na metade de 2004.

   O ano de 2005 começou com novidades, pois Hansi anunciou no website oficial da banda que naquele ano seria lançado um novo álbum de estúdio e também um álbum de músicas orquestradas, um projeto com André. No mês de julho foi anunciada a saída do baterista Thomen Stauch devido a desavenças com relação ao novo som que a banda estava criando e para levar o seu próprio projeto. O substituto de Thomen foi Frederik Ehmke. Com o lançamento do álbum A Twist in the Myth em 2006, pode-se ver a banda com um estilo diferente, deixando um pouco de lado algumas influências do início de sua carreira.

   Em 2010 a banda lança o álbum At the Edge of Time e o single a Voice in the Dark, música inspirada na saga "As Crônicas de Gelo e Fogo" de George R. R. Martin. A música "Sacred Worlds" é usada no game "Sacred II: Fallen Angel".

  Em comemoração aos 25 anos de carreira, a banda lança a coletânea Memories from a Time to Come, contendo os maiores sucessos da banda em versões regravadas, remixadas ou em nova versão.

  No final de 2014 a banda anúncia seu décimo album, o Beyond the Red Mirror e lança o signle "Twilight of The Gods".

   Em Janeiro de 2015 "Beyond of the Red Mirror é lançado. A banda lança um vinho em comemoração e Barend Curbois é efetivado como novo baixista e a banda volta a ter cinco membros. No segundo semestre a turnê passa pelo Brasil, em Fortaleza, Recife, Porto Alegre, Curitiba, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo. Em SP e RJ a bana Circle To Circle abriria os shows, porém cancelaram.

Fotos:

















Albúns

Battalions of Fear (1988)
"Majesty"
"Guardian of the Blind"
"Trial by the Archon"
"Wizard's Crown"
"Run for the Night"
"The Martyr"
"Battalions of Fear"
"By the Gates of Moria"

"Gandalf's Rebirth" [bônus]




Follow the Blind (1989)
"Inquisition"
"Banish from Sanctuary"
"Damned for All Time" 
"Follow the Blind"
"Hall of the King"
"Fast to Madness" 
"Beyond the Ice"
"Valhalla"
"Don't Break the Circle" (cover de Demon)
"Barbara Ann" (cover dos The Beach Boys)






Tales from the Twilight World (1990)
"Traveler in Time"
"Welcome to Dying"
"Weird Dreams"
"Lord of the Rings"
"Goodbye My Friend" 
"Lost in the Twilight Hall" 
"Tommyknockers" 
"Altair 4" 
"The Last Candle"
"Run for the Night" (ao vivo) 







Somewhere far Beyond (1992)
"Time What Is Time"
"Journey Through the Dark"
"Black Chamber" 
"Theatre of Pain"
"The Quest for Tanelorn" 
"Ashes to Ashes"
"The Bard's Song - In The Forest"
"The Bard's Song - The Hobbit"
"The Pipers's Calling" 
"Somewhere Far Beyond"
"Spread Your Wings" (cover do Queen) 
"Trial By Fire" (cover do Satan) 
"Theatre of Pain" (Versão Clássica) 







Tokyo Tales (1993) [ao vivo]
"Inquisition"
"Banish From Sanctuary"
"Journey Through the Dark" 
"Traveler In Time"
"The Quest For Tanelorn"
"Goodbye My Friend"
"Time What Is Time" 
"Majesty" 
"Valhalla"
"Welcome to Dying" 
"Lost In the Twilight Hall"
"Barbara Ann"







Imaginations From the Other Side (1995)
"Imaginations from the Other Side"
"I'm Alive"
"A Past and Future Secret"
"The Script for my Requiem"
"Mordred's Song"
"Born in a Mourning Hall"
"Bright Eyes"
"Another Holy War"
"And the Story Ends"








The Forgotten Tales (1996) [coletânea]
"Mr. Sandman" (cover de The Chordettes)
"Surfin' USA" (cover dos The Beach Boys)
"Bright Eyes" (versão acústica)
"Lord of the Rings" (versão orquestrada)
"The Wizard" (cover de Uriah Heep)
"Spread Your Wings" (cover do Queen) 
"Mordred's Song" (versão acústica)
"Black Chamber" (versão orquestrada)
"The Bard's Song" (ao vivo) 
"Barbara Ann" / "Long Tall Sally" (cover dos The Beach Boys)
"A Past and Future Secret"
"To France" (cover de Mike Oldfield)
"Theatre of Pain" (instrumental e acústica) 







Nightfall in the Middle-Earth (1998)
"War of Wrath"
"Into the Storm"
"Lammoth"
"Nightfall"
"The Minstrel" 
"The Curse of Fëanor" 
"Captured"
"Blood Tears"
"Mirror Mirror" 
"Face the Truth" 
"Noldor (Dead Winter Reigns)"
"Battle of Sudden Flame" 
"Time Stands Still (At the Iron Hill)"
"The Dark Elf" 
"Thorn"
"The Eldar" 
"Nom the Wise" 
"When Sorrow Sang"
"Out on the Water"
"The Steadfast" 
"A Dark Passage" 
"Final Chapter (Thus Ends...)" 

Nightfall (Orchestral Version) [bônus]
A Dark Passage (Orchestral Version) 
[bônus]






A Night at the Opera (2002)
"Precious Jerusalem"
"Battlefield"
"Under the Ice"
"Sadly Sings Destiny"
"The Maiden and the Minstrel Knight"
"Wait for an Answer"
"The Soulforged"
"Age of False Innocence"
"Punishment Divine"
"And Then There Was Silence"






Live (2003) [ao vivo]
Disco 1"War of Wrath" 
"Into the Storm"
"Welcome to Dying" 
"Nightfall" 
"The Script for my Requiem"
"Harvest of Sorrow"
"The Soulforged"
"Valhalla" 
"Majesty"
"Mordred's Song" 
"Born in a Mourning Hall" 

Disco 2
"Under the Ice"
"Bright Eyes"
"Punishment Divine"
"The Bard's Song (In the Forest)" 
"Imaginations from the Other Side"
"Lost in the Twilight Hall"
"A Past and Future Secret"
"Time Stands Still (At the Iron Hill)" 
"Journey Through the Dark"
"Lord of the Rings" 
"Mirror Mirror" 







A Twist in the Myth (2006)
"This Will Never End" 
"Otherland"
"Turn the Page"
"Fly" 
"Carry the Blessed Home"
"Another Stranger Me" 
"Straight Through the Mirror"
"Lionheart" 
"Skalds and Shadows" 
"The Edge"
"The New Order"
"All the King's Horses" (Bônus Versão Japonesa)
"Dead Sound of Misery" (Bônus Versão Digipack)
"Market Square" (Demo)" (Bônus Versão DLP)







At the Edge of Time (2010)
"Sacred Worlds"
"Tanelorn"
"Road of No Release"
"Ride into Obsession"
"Curse My Name" 
"Valkyries" 
"Control the Divine"
"War of the Thrones" (versão piano)
"A Voice in the Dark
"Wheel of Time"







Memories of a Time to Come (2012) [coletânea]
Disco 1
"Imaginations From The Other Side" 
"Nightfall" 
"Ride Into Obsession" 
"Somewhere Far Beyond" 
"Majesty"
"Traveler In Time"
"Follow The Blind" 
"The Last Candle" 
Disco 2
"Sacred Worlds"
"This Will Never End" 
"Valhalla"
"Bright Eyes" 
"Mirror Mirror"
"The Bard's Song (In The Forest)" 
"The Bard's Song (The Hobbit)" 
"And Then There Was Silence" 





Beyond The Red Mirror
"The Ninth Wave"
"Twilight of the Gods"
"Prophecies"
"At the Edge of Time"
"Ashes of Eternity"
"Distant Memories" (Bônus)
"The Holy Grail"
"The Throne"
"Sacred Mind"
"Miracle Machine"
"Grand Parade"
"Doom"


Clipes e videos:

The Bard's Song


A Past and Future Secret (acústico)


Mr. Sandman (Chordettes cover)


Mirror Mirror


Another Stranger Me

A Voice In The Dark


Sacred Worlds


Vahalla feat Kai Hansen (Live in 70000 Tons of Metal)


Twilight of the Gods - Oficial Lyric Video


9 comentários:

  1. Eu gosto dessa banda. Gosto muito do album Imaginations from the other side, e confesso que nunca ouvi todos, dessa lista toda so ouvi uns 4.
    Já vou aproveitar pra baixar :) Não sou super fã mas admiro muito o trabalho.

    Adorei o post.
    Beijo
    http://chamedoqvcquiser.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não cheguei a ouvir todas as músicas de todos os albuns mas acho que conheço pelo menos uma de cada. Eu gosto muito do Somewhere far Beyond, do A Night at the Opera e do At the Edge of Time.

      Bites!

      Excluir
  2. Maan! Essa banda é muito phoda!!
    Viciei na primeira vez que escutei ♥
    Adorei o post!
    Bjjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma banda viciante, eu fico com vontade de banguear na frente do pc quando estou ouvindo kkk

      Bites!

      Excluir
  3. Sacred Worlds <3 adorei o post, muito completo!
    ultimamente estão deixando muito o estilo do começo da banda, mas acho que isso não interferiu muito na qualidade, muito boa a banda :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que eles só tentaram deixar no A Twist in the Myth, eu odiei esse álbum, mas depois no At the Edge of Time eles voltaram ao de antes.

      Bites!

      Excluir
  4. Ah gosto demais, Somewhere far Beyond e Imaginations from the Other Side são meus prediletos.
    Que o metal esteja com você \,,/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me lembro quando estava falando dessa banda com uns amigos meus no role, tipo, sabe quando você coloca um album ou mais de uma banda e vai eliminando só as faixar que não gostou muito? Então, com Blind nem dá, todas são muito boas! The Bard's Song In the Forest é o nosso hino.

      Bites!

      Excluir
  5. Eu mudei de blog, agora você pode comentar abaixo do post...
    Boa semana.

    marcos-guima.blogspot.com.br

    ResponderExcluir