Páginas

24 abril 2013

[Creepypasta] Phineas & Ferb


  Para quem não conhece, Phineas e Ferb é uma série anmada criada Dan Povenmire e Jeff Marsh estreada no canal Disney Channel. Conta as aventuras de Phineas e seu meio-irmão Ferb durante as ferías de verão, tudo dia criando algo novo e algum modo de passar o dia, e sua irmã mais velha Candace tentando mostrar para sua mãe para deixamos de castigo. Enquanto isso, o ornitorrinco (um mamifero que parece um pato misturado com um castor) de estimação deles, Perry é na verdade um agente secreto cujo dever é impedir as maquinações do cientista malvado dr. Doofenshmirtz. 


  
 Na minha opnião um dos poucos desenhos animados atuais que presta U.U
 São duas, capazes de destuir infancias recentes:



Por tráz da história:
Você sabia que Phineas e Ferb são personagens da vida real? Isso aconteceu de verdade. Era tudo igual, exatamente como no desenho, mas com a diferença de que Candace teria esquizofrenia e imaginava tudo o que seus irmãos faziam, por isso quando ela contava a sua mãe, ela nunca acreditava. O Dr. Doofenshmitz era seu pisicologo. Antes de se suicidar escreve tudo o que imaginava e pensava ser real num diário, que sua mãe vendeu para os estúdios Disney.



O episódio perdido:

  O que não se sabe sobre essa série é que ambos os criadores odeiam o monopólio da Disney e o conceito verdadeiro do show vai além de um mero desenho infantil; um episódio sobre o conceito original do Dr. Heinz Doofenshmirtz foi produzido secretamene por boa parte do pessoal, que correu o risco de ser despedido, inclusive os dubladores originais.   O episódio foi roubado e postado por um anônimo em um pequeno fórum de desenho animado que costumo visitar. Por um momento, pensei que o arquivo fosse um vírus, já que meu computador começou a zumbir como se estivesse gravando um CD quando eu cliquei no vídeo. Mas o filme começou normalmente.  O episódio era chamado “A Terrível Morte de Phineas” e, de acordo com o sumário, é um episódio alternativo ao em que eles são pegos e mandados para o acampamento de verão Smile-Away.No início, o vídeo mostra um episódio normal de P&F, alegre, legal e fofo. Ele começa com Phoneas e Ferb juntando-se ao grupo da Isabella para ajudá-los a “tunar” o carro para fazê-lo voar e construir a torre do aeroporto. Nesse momento, várias pessoas aparecem para assistir à construção.  Enquanto isso, Perry é chamado por Major Monograma para lutar contra Doofenshmirtz, mas não soa engraçado ou coisa assim. Ele diz a Perry que ele precisa pará-lo mas não explica o porquê. Uma vez que ele vai parar Doofenshmirtz em seu quartel general, o doutor explica que está cansado de ser tratado daquele jeito, que todos os seus planos dão errado e que ele planeja matar a todos com uma bomba atômica de verdade. Então Doofenshmirtz saca uma arma de verdade e atira em Perry que corre por não poder se defender dos tiros. A arma tinha sido feita pra machucar de verdade, uma vez que fez buracos nas paredes e no teto. A fuga segue com um Doofenshmirtz cruel, fora de si e de olhos vermelhos e extremamente expressivos, cuja raiva é mostrada de forma assustadora, não engraçada. Ele havia enlouquecido.  Ele caça Perry durante uma curta mas sádica sequência e Perry quase morre, mas por sorte consegue se desviar dos tiros. Quando eles chegam ao quintal do Phineas, Candance está trazendo Linda para ver a invenção de Phineas e Ferb como em todo episódio, mas no exato momento em que Phineas caminha em direção à mãe para mostrar sua invenção, Doofenshmirtz atira e Perry se esquiva, dando início à uma cena em slow motion. A cena mostra que a bala atinge Phineas, e quando ele é atingido, a cena fica em preto e branco e “Tristesse”, de Chopin começa a tocar. Phineas está deitado no gramado, sobre uma poça de sangue. O vídeo volta a ser colorido. As pessoas olham assustadas para Doofenshmirtz, e a cena é cortada abruptamente após mostrar Phineas deitado sobre seu próprio sangue, olhando para o céu. É onde a parte um termina.  A parte dois começa com um funeral e agora, tudo parece extremamente depressivo. O mortuário é preto e as janelas de vidro, que iluminam o cômodo, são de um tom monocromático. Candace, Linda, Lawrence e Ferb estão tristes e as meninas do Grupo das Garotas Companheiras lamentavam também. A câmera mantém, durante dois intermináveis minutos, o foco na Isabella, que chorava inconsolavelmente. O choro parecia real, como se a dubladora estivesse chorando de verdade para fazer essa cena. Candace, em um momento de extrema mágoa, bate furiosamente no caixão de Phineas, dizendo entre lágrimas que isso não teria acontecido se ela não tivesse tentado pegá-los.  A cena é cortada novamente e começa outra com um letreiro, dizendo “Dois dias depois…” mostrando, em seguida, a casa de Phineas vista de cima. O tempo está sombrio e nublado. Candace está em seu quarto, estressada mas mantendo um rígido sorriso no rosto enquanto amarra em seu pescoço uma corda vinda do teto e canta baixinho a música “Yellow Submarine”, dos Beatles. Jeremy entra na casa pelo quintal, vai para a cozinha e depois de dar os pêsames a Linda, pergunta onde está Candace. Linda diz que ela está no quarto.  Mas quando Jeremy entra em seu quarto, ele vê Candace pendurada pelo pescoço. Seu corpo estava dando os últimos espasmos. Ele tenta salvá-la mas não consegue fazê-lo a tempo. Então, ele abraça o cadáver e após cerca de um minuto, o beija apaixonadamente. Nesse momento, Linda entra para saber se está tudo bem e ao ver a cena, grita espantada “Jeremy… o que você fez?”, pensando que Jeremy a enforcou até a morte.  Depois disso, a cena muda para outra onde os pais de Phineas, Ferb, Isabella, Baljeet, Buford, a ex-esposa de Doofenshmirtz e sua filha Vanessa, Major Monograma, Carl e Perry estão em uma prisão, na sala da cadeira elétrica, onde Doofenshmirtz está sentado. Todos estão com sádicos e mórbidos sorrisos estampados no rosto. Ele pede por misericórdia mas Major Monograma ordena que a execução seja feita. Perry, sorrindo de maneira cruel, liga a cadeira. Logo antes de sua morte, uma sequência de fotos reais é mostrada, com um homem vestindo um jaleco e uma menina em um parque, representando Doofenshmirtz e Vanessa. As cenas que vi ali vão ficar na minha mente por muito tempo.  Doofenshmirtz morre brutalmente: eletrocutado por uma baixa mas letal voltagem, para alongar seu sofrimento. No final, Ferb diz algo como “Ironia é cruel, mas não tanto quanto o inferno.”  Então o episódio chega ao fim, mostrando o corpo do Dr. Doofenshmirtz sendo jogado sobre uma pilha de cadáveres, onde se via também o corpo de Jeremy.  Assim que o vídeo terminou, meu computador desligou sozinho. Quando eu o liguei, todos os meus arquivos e programas haviam desaparecido, como se eu tivesse formatado meu PC. Eu também senti que algo morreu dentro de mim. Eu não falei sobre o assunto com ninguém, mas eu passei a evitar crianças desde esse dia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário